Dúvidas Frequentes sobre o Beauty Dermo com Pump Up

Tempo de leitura: 3 minutos

Dúvidas frequentes:

1. O equipamento necessita ser ligado com filtro de linha?

O equipamento não necessita ser ligado com filtro de linha, pois o mesmo possui filtro interno.

 

2. Quem pode operar o aparelho?

Só pode ser operado por profissionais da área, devidamente habilitados e capacitados.

 

3. O que é Vacuoterapia?

A vacuoterapia, também conhecida como dermotonia ou endermologia, consiste basicamente na utilização de pressão negativa contínua aplicada através de aplicadores denominados manípulos ou ventosas, que se apresentam em vários modelos e formatos, destinados a inúmeros procedimentos terapêuticos, corporais e faciais.

 

4. Como deve ser feita a limpeza do filtro do equipamento?

O filtro está localizado na parte posterior do equipamento e deve ser limpo frequentemente. Para limpar, remova-o do gabinete girando o reservatório no sentido horário, lave-o com água corrente e detergente neutro. Aguarde secar e recoloque no local, girando no sentido anti-horário e exercendo ligeira pressão para evitar a perda de vácuo.

 

5. Qual a espessura da mangueira do Beauty Dermo?

6 mm.

 

6. O equipamento pode ser utilizado com gel ou óleo?

Sim, porém é aconselhável uma quantidade mínima, somente para auxiliar no deslizamento das ventosas. Além disso é indispensável a utilização do filtro no aplicador e sua higienização logo após a aplicação.

 

8. O procedimento de pump up substitui atividade física?

O Pump Up foi desenvolvido para melhorar a nutrição da musculatura e estimular a produção de colágeno da pele, promovendo o levantamento da região. Como não ocorre aumento do tônus muscular, o procedimento não substitui a atividade física.

 

9. O tratamento com pump exige cuidados específicos ao ser realizado?

Quando o procedimento não é feito por um especialista a sucção pode provocar dor, gerar edema intenso e futuramente estimular a flacidez da pele. Para evitar estes problemas o ideal é utilizar a sucção pulsada, controlando a pressão de vácuo de acordo com a sensibilidade de cada pessoa.

 

10. O procedimento de pump up é dolorido?

Se feito por um especialista o procedimento não deve ser dolorido, pois as ventosas devem ser bem posicionadas na região glútea e a pressão do vácuo deve ser controlada de acordo com a sensibilidade de cada pessoa, evitando todo tipo de dor.

 

11. O Pump Up pode ser associado a outros tratamentos?

Um especialista pode indicar outros tratamentos com o Pump Up como Radiofrequência, Carboxiterapia, Lipocavitação e Corrente Russa. Os resultados podem ser ainda melhores, mas essa associação deve ser realizada após uma avaliação específica.

 

12. O efeito do Pump Up é duradouro?

O ideal é o paciente realizar 10 sessões. Nos casos de muita flacidez e/ou presença de celulite avançada serão indicados tratamentos associados. Vale ressaltar que exercícios específicos para região glútea devem ser realizados para que o resultado seja ainda mais duradouro (em torno de 6 meses).

 

13. É possível visualizar resultados após a primeira sessão?

Algumas pessoas têm resposta imediata devido à musculatura mais firme dos glúteos. Após a primeira sessão a pele fica mais lisa, a celulite menos visível e a região mais empinada.

 

14. O Pump Up promove aumento da musculatura?

Existem casos em que a sucção contínua provoca um edema intenso na região, causando a sensação de aumento, mas essa não é a forma correta de aplicação do procedimento.

 

15. Qualquer pessoa pode fazer o Pump Up?

Pessoas com prótese glútea, fragilidade capilar na região, infecções na pele no local do tratamento, gestantes, pessoas com neoplasias ou doenças específicas não podem fazer o tratamento.

 

16. O Pump Up melhora a celulite?

A compressão e descompressão que o equipamento realiza, além de estimular a circulação linfática, auxiliam na quebra dos nódulos da celulite, melhorando muito a qualidade da pele.

 

17. Pode ocorrer necrose da região?

Quando a sucção é muito forte e de forma contínua a nutrição da pele no local é interrompida. Sem sangue, há morte tecidual e ocorre escurecimento da região.

 

Fonte: HTM Eletrônica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *